CURSOS AGENDA CONFERÊNCIAS PUBLICAÇÕES QUEM SOMOS CONTACTOS
Historial
A Arte Ilimitada é uma escola de Artes Visuais, criada em Janeiro de 1995 pelo Pintor Filipe Rocha da Silva, hoje Professor Associado com Agregação da Universidade de Évora. Situada em pleno centro de Lisboa, na Calçada da Estrela, o seu projecto pedagógico é considerado, actualmente, uma referência para quem procura uma sólida e actualizada formação nas áreas da Pintura e do Desenho.

Hoje, a Arteilimitada é dirigida por Benedita Pestana, tendo alargado os seus objectivos também a outras áreas artísticas como a fotografia, a teoria da arte, a instalação, a cerâmica e estendidas também as suas actividades para o público infantil e jovem.

De um modo consistente e procurando por um lado, novas formas de melhorar e inovar a qualidade das suas prestações e, por outro, contribuir para o alargamento de horizontes e de experiências de quem aqui estuda, são convidados regularmente artistas que, se deslocam à escola, para reflectir sobre o seu trabalho e sobre os projectos dos alunos.

Dentro desta mesma perspectiva, destaca-se um conjunto de outras iniciativas, como o Ciclo de Conferências dedicados à reflexão sobre a Arte, que teve inicio em 1998 com o apoio do Instituto de Arte Contemporânea do Ministério da Cultura e que se mantêm desde essa data. Ainda em 2000, a ArteIlimitada promove e coordena a edição do livro “Linha do Oeste”, com a colaboração da editora Assírio e Alvim e da Câmara Municipal de Óbidos, reunindo cerca de vinte textos científicos e artísticos de nomes como, João Miguel Fernandes Jorge, Vítor Serrão ou Manuel Salgado, entre outros, sobre uma região com centro em Óbidos, mas que segue a linha de caminho de ferro com o mesmo nome, ligando a região de Lisboa à de Leiria.

Na sequência deste projecto que resultou numa experiência positiva e enriquecedora, a ArteIlimitada promoveu e organizou uma série de iniciativas temporárias, tais como os “Cursos Internacionais de Arte de Óbidos” que contaram com a colaboração de Escolas Internacionais de Arte como o Studio Art Center International e o Art Institute of Chicago e o denominado Retiro Artístico no Convento de Tomar que contou com o apoio do IPPAR.

É a partir de 2000 que a Arte Ilimitada alargou o seu campo de actividades a um público mais jovem, passando a organizar Ateliers regulares de Expressão Plástica destinados a jovens e crianças de vários escalões etários.

O reconhecimento da qualidade pedagógica destes ateliers, proporcionou à ArteIlimitada assegurar uma colaboração com o Museu do Chiado. Assim, entre 2000 e 2010, a ArteIlimitada organizou, em colaboração com os Serviços Educativos do Museu e o apoio mecenático da Lanidor, Ateliers de Expressão Plástica para crianças das escolas públicas locais e Ateliers aos Domingos, destinados às famílias, tendo sempre como ponto de partida as exposições patentes no Museu.

Também em 2000, uma equipa de alunos e professores destes ateliers participou numa iniciativa patrocinada pelo Banco Central Europeu que se destinava ao combate contra o cancro infantil, através da produção de uma obra de Arte Pública que esteve exposta em Frankfurt e em Lisboa.

A par da formação artística e como parte integrante desta, a ArteIlimitada, tem realizado ao longo dos anos, um conjunto alargado de exposições públicas, com trabalho dos seus alunos, em locais como a Cordoaria Nacional de Lisboa, o Palácio Galveias, o Museu Rafael Bordalo Pinheiro, o Centro Cultural de Cascais, o Museu Geológico e o Museu da Marioneta.

De salientar ainda a iniciativa “Cinco Estrelas”, desenvolvida a partir de 2009, exposição que decorre no espaço da escola, reunindo artistas convidados exteriores à escola, mas interagindo com as características do espaço desta e do seu peculiar funcionamento. A título de exemplo, da 1ª edição desta iniciativa foram participantes os artistas Cecília Costa, Daniel Barroca, Luisa Cunha, Teresa Figueira e Romeu Gonçalves.

A partir de 2013 concebe e desenvolve o projecto, A Montra, que teve início a 5 de Outubro de 2013 e que se encontra ainda a decorrer, em que doze artistas - cujas obras integram as principais coleções nacionais - foram convidados a intervir, na montra de uma loja devoluta, que encerrou por motivo de insolvência, em pleno centro de Lisboa. São eles: Luisa Cunha, Fernando J. Pereira, Catarina Botelho, Mafalda Santos, Miguel Palma, Armanda Duarte, André Sousa, Raquel Melgue, Carla Filipe, Ana Pérez-Quiroga, Tiago Baptista, Ricardo Jacinto, Joao Felino e Jorge Martins.
O desafio passou pela produção por cada um dos artistas convidados, todos os meses, de uma obra específica para aquele lugar, tendo em conta a sua forma de ação e expressão distinta e complementar.
Site do projecto: www.a-montra.com
Arte Ilimitada Lda. - Escola de Artes Visuais